segunda-feira, 29 de junho de 2020

Upgrade para Fedora 32

Fedora 32, ao final do upgrade

Fedora 32 foi lançado em 28 Abril mas, como eu estava envolvido com outras atividades, deixei para depois. — Só em 27 Junho aproveitei uma folga, após atualizar todas as distros, e fiz o upgrade para o Fedora 32.

O processo de upgrade do Fedora é muito simples e seguro, — e eu tinha feito o upgrade para Fedora 31 há apenas 8 meses, — por isso me limitei a copiar os comandos da Documentação rápida (atualizada), para evitar algum erro de digitação:

# dnf upgrade --refresh

# dnf install dnf-plugin-system-upgrade

# dnf system-upgrade download --releasever=32

# dnf system-upgrade reboot

Boa velocidade de download, na última atualização do Fedora 31

Em resumo, o que fazem esses 4 comandos:

  • Atualizar o Fedora 31
  • Instalar o plugin do dnf que fará o upgrade para Fedora 32
  • Usar o plugin para baixar todos os pacotes do Fedora 32
  • Usar o plugin para reiniciar a máquina e automaticamente realizar a instalação dos novos pacotes, bem como a remoção dos antigos, e demais ajustes

Verificação de atualizações, imediatamente antes de iniciar o upgrade

O histórico do bash registra que atualizei o Fedora 31 às 13:18, mas parece ter perdido a lembrança de que tornei a verificar às 14:58:

  359  2020-06-27_13-18-57  # date && dnf upgrade --refresh && date

  360  2020-06-27_14-58-41  # dnf install dnf-plugin-system-upgrade
  361  2020-06-27_14-59-55  # dnf system-upgrade download --releasever=32
  362  2020-06-27_15-15-08  # dnf system-upgrade reboot

Download de 2.116 pacotes em 4’27’’

O download de 2.116 pacotes (2,6 GB) foi feito em 4’27’’, a uma média de 9,8 MB/s, — o que é bastante razoável, embora a conexão de 200 “megas” (Mbps) seja equivalente a 25,0 MB/s. — Na prática, isso depende também dos repositórios (nominalmente, do exterior), ou de algum eventual redirecionamento para espelhos mais próximos.

Após baixar todos os pacotes do Fedora 32, fui intimado a concordar com as chaves de segurança dos novos repositórios, — coisa que eu nem saberia como verificar.

Restava fechar todos os aplicativos e executar o último comando, — que reinicia a máquina e aplica o upgrade de modo automático, em ambiente de linha de comando (CLI), — fora de qualquer ambiente gráfico (DE).

Grub ainda apontando para o Fedora 31

Até aí, permanecia instalado apenas o Fedora 31, — por isso não vi inconveniente em usar o Grub anterior, ainda inalterado.

Tarefas automáticas de upgrade para o Fedora 32

Uma vez reiniciada a máquina e carregado o (ainda) Fedora 31, não há o que fazer. — O dnf system-upgrade reboot assumiu todo o controle, e não lembro de ele ter me perguntado nada. — Resta ir tomar um longo café, ou ficar assistindo o desfile de milhares de linhas no Console.

Durante uns 10 minutos (15:16 ~ 16:26), desfilaram cerca de 2.100 mensagens de “Atualizando” pacotes (Fedora 32), — depois, uns 4 minutos (15:26 ~ 15:30) com outras tantas mensagens de “Limpeza” de pacotes (Fedora 31), — a seguir, mensagens de execução de scriptlets, verificação de pacotes, — e por fim, limpeza do cache de pacotes e nova reinicialização (15:35).

Seleção do Grub do Fedora 32 no UEFI Bios Utility, para carregar a nova versão

Nesse ponto, achei necessário entrar no UEFI Bios Utility para usar (só desta vez) o Grub do próprio Fedora 32, — o único Grub que já “sabia” do upgrade, novo Kernel etc., — e tirei os dados para uma comparação com a situação anterior (registrada durante o download):

=====================================================================================
2020-06-27        14:56                                        15:40
=====================================================================================
Operating System: Fedora 31               |  Operating System: Fedora 32
      KDE Plasma: 5.17.5                  |        KDE Plasma: 5.18.5
  KDE Frameworks: 5.70.0                  |    KDE Frameworks: 5.70.0
              Qt: 5.13.2                  |                Qt: 5.14.2
          Kernel: 5.6.19-200.fc31.x86_64  |            Kernel: 5.6.19-300.fc32.x86_64

         konsole: 19.12.1                 |           konsole: 20.04.1
         dolphin: 19.12.1                 |           dolphin: 20.04.1
            kate: 19.12.1                 |              kate: 20.04.1
        gwenview: 19.08.3                 |          gwenview: 19.12.1
=====================================================================================

Depois disso, voltei a usar meu Menu de inicialização, — gerenciado pelo Grub do openSUSE, — que esqueci de atualizar, e continuava apontando para o último Kernel do Fedora 31.

O Fedora costuma manter 3 versões de Kernel, — neste caso, o Kernel 5.6.19-300-fc32, e as 2 últimas revisões do “fc31”, — por isso, continuei usando o último Kernel do Fedora 31, nos dias 28, 29 e 30, sem perceber (e sem nenhum problema aparente).

Só me dei conta agora, ao chegar a este ponto do relato — e examinar vários detalhes.

Chromium


Chromium-Freeworld, com as mesmas abas e configurações do Chromium

Horas depois de concluir o upgrade para Fedora 32, percebi que o Chromium não era mais capaz de reproduzir vários vídeos encontrado nas redes sociais.

Por algum motivo, tinha desaparecido o pacote chromium-libs-media-freeworld, — que eu havia instalado em Janeiro 2020, em complemento ao chromium, chromium-common, chromium-libs e chromium-libs-media, — tal como havia feito no ano passado, ao instalar o Fedora 30 no antigo hardware.

Esse pacote não tem versão para Fedora 32, segundo rmpfind e repology, — ou tem, com nome invertido, segundo o pkgs (todos verificados em 30 Jun 2020), — mas não nos repositórios que habilitei.

Ao pesquisar, uma postagem me chamou a atenção para o chromium-freeworld (ex chromium-vaapi), que substitui o Chromium, em vez de apenas complementá-lo.

Removi o Chromium, instalei o chromium-freeworld, e o problema ficou resolvido.

$ rpm -qa | grep chromium
chromium-common-81.0.4044.138-1.fc32.x86_64
chromium-81.0.4044.138-1.fc32.x86_64


$ dnf search chromium
Fedora 32 openh264 (From Cisco) - x86_64                                                       1.8 kB/s | 5.1 kB     00:02
Fedora Modular 32 - x86_64                                                                     2.2 MB/s | 4.9 MB     00:02
Fedora Modular 32 - x86_64 - Updates                                                           2.0 MB/s | 3.5 MB     00:01
Fedora 32 - x86_64 - Updates                                                                   8.7 MB/s |  17 MB     00:01
Fedora 32 - x86_64                                                                             9.4 MB/s |  70 MB     00:07
google-earth-pro                                                                                24 kB/s | 5.3 kB     00:00
RPM Fusion for Fedora 32 - Free - Updates                                                      126 kB/s | 523 kB     00:04
RPM Fusion for Fedora 32 - Free                                                                216 kB/s | 679 kB     00:03
RPM Fusion for Fedora 32 - Nonfree - Updates                                                    30 kB/s |  74 kB     00:02
RPM Fusion for Fedora 32 - Nonfree                                                              81 kB/s | 225 kB     00:02
=============================================== Name Exactly Matched: chromium ================================================
chromium.x86_64                   : A WebKit (Blink) powered web browser
============================================== Name & Summary Matched: chromium ===============================================
chromium-browser-privacy.x86_64   : Chromium, sans integration with Google
chromium-common.x86_64            : Files needed for both the headless_shell and full Chromium
chromium-freeworld.x86_64         : Chromium web browser built with all freeworld codecs and VA-API support
chromium-headless.x86_64          : A minimal headless shell built from Chromium
chromium-libs.x86_64              : Shared libraries used by chromium (and chrome-remote-desktop)
chromium-libs-media.x86_64        : Shared libraries used by the chromium media subsystem
...

# dnf remove chromium chromium-common
Dependencies resolved.
...
Removed:
  chromium-81.0.4044.138-1.fc32.x86_64   chromium-common-81.0.4044.138-1.fc32.x86_64   minizip-compat-1.2.11-21.fc32.x86_64
  pipewire0.2-libs-0.2.7-2.fc32.x86_64

Complete!


# dnf install chromium-freeworld.x86_64
Last metadata expiration check: 2:33:48 ago on Sat 27 Jun 2020 23:55:10 -03.
Dependencies resolved.
...
Installed:
  chromium-freeworld-83.0.4103.106-1.fc32.x86_64    libva-utils-2.7.1-1.fc32.x86_64    minizip-compat-1.2.11-21.fc32.x86_64
  pipewire0.2-libs-0.2.7-2.fc32.x86_64

Complete!

Tornando Chromium-Freeworld navegador padrão e associando a tipos de arquivos

Chromium-Freeworld abriu com a mesma configuração e as mesmas abas da última sessão do Chromium. — Só tive de substituir o lançador no Painel, — e refazer as associações de arquivos (htm, bookmarks), além de torná-lo navegador padrão (em System settings >> Applications).

Nos arquivos /var/log/dnf.log e /var/log/dnf.rpm.log, não encontrei nenhum indício de que o pacote chromium-libs-media-freeworld tenha sido removido durante o upgrade para Fedora 32.

Pelo contrário, meu registro pessoal de atualizações (em TXT) indica que ele foi “substituído” (assim como o chromium-libs e o chromium-libs-media) pelo próprio Chromium, em 16 Maio. — Por que essas 3 substituições não afetaram a exibição de vídeos nas redes (ou por que só percebi agora), ainda é um mistério.

Gimp


Gimp 

O Gimp manteve várias configurações anteriores, mas “perdeu” outras, — como exportar imagens em JPEG, por padrão, — mas ao entrar nas “Preferências”, muitos itens estavam quase ilegíveis.

Tive de corrigir isso em:

System settings >> Application style >> Configure Gnome / GTK applications style

Adicionar legenda

As opções estavam vazias. — Escolhi “Default” para GTK3 theme; e Adwaita-dark para GTK2 theme. — Isso bastou para tornar legíveis as configurações nas “Preferências” do Gimp.

Simplificando a Caixa de ferramentas e salvando as configurações de imediato

Também tive de recriar as teclas de atalho que desapareceram, — “X” >> Cortar para a seleção; e “S” >> Salvar como, — além de ocultar novamente quase todos os itens da Caixa de ferramentas, para deixá-la mais simples, só com os ícones que uso o tempo todo (para as demais ferramentas, prefiro o Menu em texto).

Para encerrar, “Salvar as opções de ferramentas agora”.

\\\\

Quadro comparativo das distros Linux instaladas, em 28 Junho 2020

xxxx

— … ≠ • ≠ … —

PC desktop UEFI / GPT



Não-debians


Nenhum comentário:

Postar um comentário