sexta-feira, 8 de julho de 2016

Transição automática do Neon para KDE 5.9

KDE Neon 5.9.0 após atualização regular pelo Synaptic

O KDE Plasma 5.9 foi anunciado em 31 Jan. 2017, porém até 2 Fev. à 1:30 (3:30 UTC) ainda não estava nos repositórios do KDE Neon User Edition.

O KDE Neon só voltou a ser carregado em 4 Fev., — quando foram atualizados 185 pacotes, instalados 14 e removidos 3. — Nem tudo se relacionava ao KDE (caso do Kernel, também atualizado no Kubuntu 16.04 LTS).

Quadro comparativo - Até 4 Fev. 2017, KDE Neon era o único a incorporar o KDE 5.9

Certo “excesso de multi-boot”, — já há 8 sistemas Linux instalados “lado-a-lado” (não VM), — vem espaçando as atualizações (pois já não são carregados e atualizados todos os dias), e retardando as observações, levantamentos e relatos.

Nenhum grande desastre, — como se poderia imaginar, a partir de alguns relatos ou comentários na web, — mas a divergência de experiências é o “normal”, uma vez que cada usuário tem sua área e nível de conhecimentos, seus usos e aplicativos, hardware específico etc.

Aqui, as novas “falhas” percebidas, até o momento, — sem nenhum exame ou teste exaustivo, — ainda são mínimas:

  1. Os ícones do Chromium e do Konsole colocados no Painel (para lançamento rápido) foram substituídos por outro ícone. — A correção não leva 1 minuto.
  2. O campo de busca do GoogleEarth não aceita cedilha, — você tenta digitar “Luçon”, e só consegue “Luon”. — Ok, digite “Lucon”, que dá na mesma.

Acessar Tela de apresentação pela Temas da área de trabalho, — problema antigo

Permanecem problemas já relatados, — mas com acréscimo:

  • Inacessível a seção de Temas da área de trabalho, em Configurações do sistema, — problema que agora também afeta outro caminho para a seção “Tela de apresentação”. — Como isso raramente é usado, permanece válida a alternativa de entrar pelo Recovery mode → Resume, fazer as alterações desejadas, e reiniciar para carregar pelo modo normal.
  • Konqueror ainda sem o painel lateral (F9), sem conversão rápida de imagens (PNG→JPEG) e sem montagem de imagens ISO, — neste caso, basta Abrir com → Ark.

Agora, Tela de apresentação inalcançável também via Inicialização e desligamento

De um ponto de vista bastante pessoal, o KDE Neon User Edition continua o 3º melhor sistema para o trabalho, — logo abaixo do Kubuntu 16.04 LTS e do Linux Mint 18 KDE, — uma vez que o item mais requisitado (ver Quadro comparativo) é percorrer várias “Páginas” do Facebook, para acompanhar os acontecimentos e compartilhar informações, — já que, se depender do “Feed de notícias”, o mundo pode acabar, e só no dia seguinte os “algoritmos” acharem que aquilo talvez lhe interesse.

Naturalmente, o Quadro comparativo (acima) inclui apenas os itens cujo funcionamento (ainda) não foi obtido em todos os sistemas instalados por aqui.

Histórico das transições


 4 Fev. KDE 5.9.0
19 Jan. Frameworks 5.30
29 Dez. KDE 5.8.5
14 Dez. Frameworks 5.29
23 Nov. KDE 5.8.4
19 Nov. Frameworks 5.28
 2 Nov. KDE 5.8.3
19 Out. KDE 5.8.2
12 Out. KDE 5.8.1
10 Out. Frameworks 5.27
 4 Out. KDE 5.8.0
15 Set. KDE 5.7.5
13 Set. Frameworks 5.26
26 Ago. KDE 5.7.4
16 Ago. Frameworks 5.25
 4 Ago. KDE 5.7.3
22 Jul. KDE 5.7.2
13 Jul. KDE 5.7.1
12 Jul. Frameworks 5.24
 6 Jul. KDE 5.7.0
16 Jun. KDE 5.6.5
14 Jun. Frameworks 5.23

Na sequência, algumas transições anteriores, com observações que mereceram registro mais detalhado:

  • Transição para KDE 5.8
  • Transição para KDE 5.7

Transição para KDE 5.8


KDE Neon 5.7.5 became 5.8 after update by Synaptic, this morning

O KDE 5.7.95 foi anunciado pela KDE.org em 15 Set. 2016 como “Plasma 5.8 LTS Beta”.

No dia 4 Out. 2016, finalmente foi anunciado o Plasma 5.8 LTS no dot.kde.org, no The KDE Community; — e sua inclusão no KDE Neon 5.8.

“sudo apt update” → 106 packages to update

Na Quarta-feira, 5 Out. 2016, o “sudo apt update” indicou a existência de 106 pacotes atualizáveis.

Synaptic: 8 packages to install, 103 to update, 3 to remove

Aberto o Synaptic, a atualização automática indicou 8 pacotes novos para instalação, 103 para atualização e 3 pacotes para remoção.

Tela de Login: shutdown em 4 segundos

Abstraindo das novidades no anúncio oficial, — e do ponto de vista de mero usuário leigo, — foram observadas: — (a) mais algumas melhorias “práticas”; e — (b) um pequeno problema, que talvez se resolva amanhã ou depois.

Leave /session: shutdown em 10 segundos

a) Uma das melhorias práticas foi a brutal redução no tempo para desligar (shutdown), — agora, alguma coisa como 10 segundos a partir do diálogo de saída do KDE Neon, ou cerca de 4 segundos a partir da tela de Login, — contra a longa demora dos primeiros tempos (ver “Bela melhoria”, na “Transição para 5.7).

Carregamento completo por volta de 1min 4seg

O carregamento completo, — incluídos Conky, Psensor, KSysguard, Xsensors, Dolphin (6 pastas em abas) e Wallpaper, — manteve-se em 1min04seg uptime (confere com o tempo cronometrado desde o clique no Menu de inicialização).

b) O pequeno problema foi percebido, — por mero acaso, — nas “Configurações do sistema → Aparência → Tema da área de trabalho”.

Configurações do sistema → Aparência → Tema da área de trabalho: inacessível

Mero acaso, apenas porque o tamanho invulgar da data no Relógio despertou a curiosidade de rever como isso foi feito, — nada urgente ou crítico, — e não foi possível entrar em “Tema da área de trabalho”.

Carrega-se o painel lateral específico da seção, mas o “miolo” permanece preenchido com uma cópia da página inicial das Configurações do sistema (System settings).

Parece que não funciona, mas só parece. —Não esqueça de “descartar alterações”, ao sair

E o pior, é que essa “cópia” da página inicial funciona. — Clicando a esmo, aqui e ali, pode ter mudado as configurações, sem perceber.

Para sair dessa situação, basta teclar “Esc”, — ou clicar em “Todas as configurações” (All settings), — para voltar à página principal. — Se surgir um aviso de que há configurações ainda não aplicadas, não se assuste. Escolha “descartar”.

Dificuldade semelhante, — para chegar à subseção “Tela de apresentação” (KDM), — já foi observada em alguma “distribuição” Linux instalada (qual?), este ano, e após algum tempo se normalizou.

É possível que este problema seja anterior ao KDE 5.8, — pois já faz algum tempo que não era acessada esta seção das Configurações do sistema.

O mesmo problema se repete no Kubuntu 17.04 Zesty Zapus (development branch), instalado em 27 Out. 2016, — onde acabou sendo encontrado um jeito de “driblar” esse obstáculo, pelo menos para examinar o problema e procurar uma solução.

Foi constatado que, se passar passar pelo “Recovery mode, — mesmo sem fazer nada, por ali, — e em seguida “Resume” (retomar o Boot), a seção “Configurações do sistema → Aparência → Temas da área de trabalho” poderá ser acessada, e funcionará normalmente.

Trata-se de um assunto potencialmente extenso, — porém sem urgência, uma vez que essa configuração é de uso muito eventual. — Por isso, vem sendo deixado em segundo plano, até reunir mais indicações de rumo para pesquisar.


12 Out. 2016 → KDE 5.8.1

19 Out. 2016 → KDE 5.8.2

  2 Nov. 2016 → KDE 5.8.3

23 Nov. 2016 → KDE 5.8.4

Problemão



Tela “tty1” pedindo “Login”, depois de uma atualização do KDE Neon User Edition

25 Out. 2016
 - Problema muito mais gritante, — pois inviabiliza o carregamento “normal” do KDE Neon User Edition, — foi registrado a partir de uma atualização que substituiu “xserver-xorg-video-intel” por “xserver-xorg-video-intel-arbiter” + “xserver-xorg-video-intel-native-modesetting”, — entre outras coisas:

Commit Log for Tue Oct 25 15:43:07 2016

Removidos:

xserver-xorg-video-intel

Atualizados:

libc-bin (2.23-0ubuntu3) to 2.23-0ubuntu4
libc-dev-bin (2.23-0ubuntu3) to 2.23-0ubuntu4
libc6 (2.23-0ubuntu3) to 2.23-0ubuntu4
libc6-dbg (2.23-0ubuntu3) to 2.23-0ubuntu4
libc6-dev (2.23-0ubuntu3) to 2.23-0ubuntu4
libc6-i386 (2.23-0ubuntu3) to 2.23-0ubuntu4
libc6:i386 (2.23-0ubuntu3) to 2.23-0ubuntu4
libgrantlee-templates5 (5.1.0-1+16.04+build1) to 5.1.0-2+16.04+build2
libkfontinst5 (4:5.8.2-0neon+16.04+build38) to 4:5.8.2-0neon+16.04+build40
libkfontinstui5 (4:5.8.2-0neon+16.04+build38) to 4:5.8.2-0neon+16.04+build40
libmysqlclient20 (5.7.15-0ubuntu0.16.04.1) to 5.7.16-0ubuntu0.16.04.1
libphonon4 (4:4.8.3-0ubuntu3) to 4:4.9.0-4+16.04+build13
libphonon4qt5-4 (4:4.8.3-0ubuntu3) to 4:4.9.0-4+16.04+build13
libqca-qt5-2 (2.1.1-0ubuntu2) to 2.1.1-0.0neon+16.04+build15
libqca-qt5-2-plugins (2.1.1-0ubuntu2) to 2.1.1-0.0neon+16.04+build15
locales (2.23-0ubuntu3) to 2.23-0ubuntu4
multiarch-support (2.23-0ubuntu3) to 2.23-0ubuntu4
mysql-common (5.7.15-0ubuntu0.16.04.1) to 5.7.16-0ubuntu0.16.04.1
neon-desktop (4+p16.04+git20161019.1610) to 4+p16.04+git20161025.1536
phonon (4:4.8.3-0ubuntu3) to 4:4.9.0-4+16.04+build13
phonon-backend-gstreamer (4:4.8.2-0ubuntu2) to 4:4.9.0-1+16.04+build2
phonon-backend-gstreamer-common (4:4.8.2-0ubuntu2) to 4:4.9.0-1+16.04+build2
phonon-backend-vlc (0.8.2-1ubuntu3) to 0.9.0-1+16.04+build2
phonon4qt5-backend-vlc (0.8.2-1ubuntu3) to 0.9.0-1+16.04+build2
plasma-desktop (4:5.8.2-0neon+16.04+build38) to 4:5.8.2-0neon+16.04+build40
plasma-desktop-data (4:5.8.2-0neon+16.04+build38) to 4:5.8.2-0neon+16.04+build40

Instalados:

phonon4qt5 (4:4.9.0-4+16.04+build13)
xserver-xorg-video-intel-arbiter (0+p16.04+git20161025.1002)
xserver-xorg-video-intel-native-modesetting (0+p16.04+git20161025.1002)

Adicionar legenda

Desse dia em diante, o Boot sempre empacava na tela preta “tty1 / Login”, — e não adiantava pedir “startx”.

A pesquisa sobre o assunto prometia vastos conhecimentos no maravilhoso domínio dos drivers, placas, X, OpenGL, compositor Wayland e outras maravilhas das mais avançadas tecnologias, — mas o fato é que nesse computador existe apenas o velho e bom “onboard” Intel dos idos de 2009, — que nunca deu problema antes, desde o Kubuntu 8.04 até o 16.04 (base do KDE Neon).

Mais uma vez, o único caminho para carregar o “ambiente gráfico” era através do “Recovery mode → Resume”, — solução precária, possivelmente faltando carregar alguns “drivers”, apenas para examinar a situação.

Restabelecendo o antigo “xserver-xorg-video-intel” no KDE Neon User Edition, pelo Synaptic

A solução “definitiva” foi “remover completamente” os dois novos pacotes, — “xserver-xorg-video-intel-arbiter” + “xserver-xorg-video-intel-native-modesetting”, — e reinstalar o antigo “xserver-xorg-video-intel”.

Isso foi feito pelo Synaptic, — testando cada passo para ver as consequências. — Implicava em remover também o pacote “neon-desktop”.

Com isso, o KDE Neon User Edition voltou a carregar pelos caminhos normais do Grub, — com todos os drivers, — após 8 dias tentando encontrar outra solução.

Infelizmente, ficam alguns possíveis problemas, — apenas varridos para baixo do tapete, — e que talvez se manifestem em futuras atualizações.

— … • … —

Transição para KDE 5.7


KDE Neon 5.7 User Edition, após atualizações corriqueiras pelo Synaptic

A transição do KDE Neon User 5.6, — instalado em 31 Mai. 2016, — para o KDE Plasma 5.7 transcorreu naturalmente, como simples atualização diária, pelo Synaptic, na manhã de 6 Jul. 2016.

Atualização de 179 pacotes, instalação de 9 novos pacotes e remoção de 1 pacote antigo, pelo Synaptic

Poderia passar desapercebida, — e passou, — exceto pelo tamanho incomum da “atualização”, que mereceu um PrintScreen, para registro.

KDE 5.7 não tocou sinos nem soltou foguetes

Chamou atenção o fato de que as “atualizações” abrangiam nada menos do que 179 pacotes, além da instalação de 9 novos pacotes e a remoção de 1 pacote antigo.


Porém, em meio às mais diversas atividades diárias, passou batido o fato de haver ingressado em “uma nova era”, com a passagem do KDE 5.6 para o 5.7.

Só no final do dia seguinte, fazendo hora no Distrowatch, vim a saber do festejado lançamento do KDE 5.7, em 5 Jul., — com reflexo no lançamento do KDE Neon 5.7 User Edition, às 23h UTC do mesmo dia (20h em Brasília).

Até aí, haviam chamado atenção, — ao ponto de serem anotados, — 1 pequena falha (que não se repetiu mais), e 1 bela melhoria no tempo de carregamento e de encerramento do KDE Neon.

Pequena falha - Meia hora depois, — ao tentar um Restart, — o KDE Neon não abriu o diálogo de saída.

Para não perder tempo, foi aberto um Terminal e disparado o comando “reboot”.

No dia seguinte (7 Jul.), ao carregar o KDE Neon pela manhã, a primeira providência foi conferir esse detalhe. — O diálogo de saída tinha voltado a responder normalmente, ao ser chamado.

Nesse dia, o Synaptic apresentou mais 18 pacotes a serem atualizados, e mais 1 novo pacote a ser instalado.


Bela melhoria - Meia hora mais tarde, foi observado que a saída do KDE Neon não passou por aquela demora “interminável”, — superior a 1 minuto, numa tela azul clara muito bonita, — que o caracterizava desde antes da instalação, ainda nos primeiros testes em Live USB.

No início da tarde, foi observado que o carregamento também não foi demorado, como costumava ser, — a bonita tela azul clara foi rapidamente substituída pela continuação do processo.

Por motivos alheios ao caso, o KDE Neon foi carregado mais 2 vezes consecutivas, — sempre sem demora na bonita tela azul clara.

Apenas na terceira saída, houve demora na bonita tela azul clara, — ok, nem tudo que é bom dura para sempre.

Agora, — 8 Jul., às 14:15, — foi feito um teste, com o cronômetro na mão, para conferir o que está dito acima:

  • Tempo de encerramento: permanência de menos de 10 segundos na bonita tela azul clara.

  • Tempo de carregamento: permanência de menos de 15 segundos na bonita tela azul clara.

A bonita tela azul piscina, um mês depois

9 Ago. 2016 - De um modo geral, essa melhoria permanece, a maior parte das vezes, porém ocorrem momentos em que o encerramento do KDE Neon volta a passar por uma longa demora na bonita tela azul clara.

Apertar “Enter”, — depois de algum tempo, — costuma fazer com que desligue (ou reinicie) de imediato, — o que sugere uma possível “herança” das sessões “Live USB” e/ou de Instalação.

Seria este o momento, talvez, em que outras distribuições, — exceto KDE Neon, — emitem alguma mensagem, tipo, “Remova o CD da Bandeja / o Pendrive do slot, e aperte Enter para encerrar”.

Menor uso de Memória RAM


Uso inicial de Memória RAM no KDE Neon 5.7

Um exame retrospectivo das Capturas de tela indica que o “consumo” inicial de Memória RAM foi reduzido de 0,46 GiB para 0,38 GiB.

Naturalmente, este “consumo” não é um padrão universal, — é decorrência de algumas opções pessoais, em uma configuração bastante específica:


  • Sem o Baloo, — pela desativação da “Pesquisa de arquivos” (Desktop search).

  • Sem o KDEwallet, — pela desativação da “Carteira de senhas”.

  • Com abertura automática do Conky, Psensor, KSysguard e Dolphin (5 abas, minimizado) no início de cada sessão.

Considerando apenas as Capturas de tela já renomeadas, — inclusão da string “inicio”, para localização rápida, — o uso inicial de Memória RAM encontrava-se já bastante estabilizado no final de Junho, com as 5 abas do Dolphin exibindo as mesmas 5 pastas atuais, e sem oscilação significativa no número de arquivos em cada uma delas:

 1º Jun. = 0,71
 1º Jun. = 0,42
 1º Jun. = 0,46
 1º Jun. = 0,42
 1º Jun. = 0,45
 1º Jun. = 0,42
  3 Jun. = 0,41
  4 Jun. = 0,42
  4 Jun. = 0,44
  5 Jun. = 0,44
  5 Jun. = 0,43
  6 Jun. = 0,46
  6 Jun. = 0,47
  6 Jun. = 0,47
  6 Jun. = 0,45
  7 Jun. = 0,47
  7 Jun. = 0,45
  8 Jun. = 0,48
  9 Jun. = 0,47
13 Jun. = 0,47

26 Jun. = 0,46 GiB at uptime 1 min 10 seg
28 Jun. = 0,46 GiB at uptime 1 min 09 seg
29 Jun. = 0,46 GiB at uptime 1 min 06 seg
29 Jun. = 0,44 GiB at uptime 1 min 02 seg
   6 Jul. = 0,46 GiB at uptime 1 min 08 seg
   7 Jul. = 0,38 GiB at uptime 1 min 13 seg
   8 Jul. = 0,38 GiB at uptime 1 min 14 seg
   8 Jul. = 0,39 GiB at uptime 1 min 10 seg

A pequena diferença no 2º registro do último dia 29 pode ser atribuída a alguns segundos que ainda faltassem para a abertura de mais algum processo.

Depois disso, ainda havia uma pequena elevação, ao acionar o PrtScn (Spectacle), voltando em seguida a 0,46 GiB, enquanto outro aplicativo não fosse aberto.

P.S.: Registros posteriores, — em geral, por volta de 1min10seg a 1min30seg, já estabilizado:

10 Jul. = 0,47
10 Jul. = 0,37
10 Jul. = 0,39
10 Jul. = 0,38
12 Jul. = 0,39
12 Jul. = 0,38
13 Jul. = 0,39
14 Jul. = 0,40
17 Jul. = 0,38
18 Jul. = 0,40
19 Jul. = 0,37
19 Jul. = 0,38
22 Jul. = 0,45

Um pouco mais difícil de avaliar, é a eficiência geral em “devolver” memória, — que varia muito, de uma sessão para outra, — e afinal, não depende só do KDE, como do Debian em geral, do Ubuntu em particular, e dos mais diversos aplicativos, — além de se navegar (ou não) em alguns sites agressivos, como o Facebook.

Ou, não só de “devolver” memória, — já que, começando por um “consumo” menor, é natural que também termine em nível um pouco mais baixo.

As medidas referem-se ao momento em que são fechados os demais aplicativos, permanecendo apenas Conky, Psensor, KSysguard visíveis (para o PrtScn final) e o Dolphin minimizado (muitas vezes com mais do que as 5 abas, e em pastas diferentes das iniciais).

  5 Jun. = 0,72 GiB (Swap = 0,02 GiB) uptime 15h22min
  6 Jun. = 0,51 GiB (Swap = 0,00 GiB) uptime   0h22min
11 Jun. = 0,59 GiB (Swap = 0,01 GiB) uptime   9h29min
25 Jun. = 0,68 GiB (Swap = 0,05 GiB) uptime 12h01min
28 Jun. = 0,62 GiB (Swap = 0,00 GiB) uptime   0h10min
29 Jun. = 0,58 GiB (Swap = 0,00 GiB) uptime   1h42min
  8 Jul.  = 0,48 GiB (Swap = 0,00 GiB) uptime   3h46min

Um único registro após a transição para o KDE 5.7 ainda é muito pouco para garantir que tenha havido uma melhoria “permanente”, — foi uma sessão relativamente curta, com abertura apenas do Chromium, Gimp, Kate e Gwenview, — e não do LibreOffice, nem do Facebook, p.ex., — mas na comparação existem também algumas sessões de 22 minutos, e até de 10 minutos (provavelmente com abertura apenas do Synaptic, para a atualização diária).

“Processos” ocupando Memória RAM, após o encerramento dos aplicativos

Apesar dessa pouca duração (3h46min) e do baixo uso de Memória RAM (0,48 GiB) ao encerrar, havia 1 “processo” Chromium, p.ex., e nada menos que 121 “processos” Gwenview (embora apenas 4 ocupando Memória).

Registros posteriores:

  9 Jul. = 0,48 (Swap = 0,07 GiB) uptime 1d 0h 15min
10 Jul. = 0,43 (Swap = 0,00 GiB) uptime      1h 22min

Obs.: Pouco ou nenhum uso de Swap, parece tornar a medida mais consistente, — pois quando alguma “crise” obriga a um grande uso de Swap, é comum “esvaziar” o resultado final no uso de RAM, até o encerramento da sessão (com Restart), ou além dela (sem Restart).

De 5.7.2 para 5.7.3


Atualizações do KDE para 5.7.3, no início de Agosto

No dia 27 Jul. 2016, foi registrado que o KDE já estava em 5.7.2.

No dia 2 Ago. 2016, foi anunciado o “KDE Plasma 5.7.3, bugfix Release for August”.

No dia 4 Ago. 2016, o Synaptic apresentou uma extensa lista de atualizações, — nada menos que 118 pacotes, — e o KDE (do Neon) passou a 5.7.3.

___________
Publicado em 8 Jul. 2016 (KDE 5.7)
Atualizado em 4 Ago. 2016 (KDE 5.7.3)
Atualizado em 26 Set. 2016 (Resumo das atualizações até KDE 5.7.5 / Kernel 4.4.0-38)
Atualizado em 5 Out. 2016 (KDE 5.8)

— … ≠ • ≠ … —

Kubuntu & KDE


7 comentários:

  1. Uso o Arch Linux com Gnome, não uso o KDE porque sempre quebrava aqui. Mas fiquei curioso, como desinstalar PIM sem quebrar o sistema? Quais os comandos e os pacotes a remover?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Basicamente, é aquilo que está resumido no texto: desinstalar aqueles pacotes. Vou juntar o que tenho especificamente sobre isso e fazer um post mais completo sobre o assunto.

      Excluir
    2. Obrigado. Vou fazer uma instalação limpa do KDE aqui no Arch e remover pacote por pacote da lista e ver se dá tudo certo. Te dou um feedback mais tarde.

      Excluir
  2. Enquanto não reúno todo o material, vou antecipar nesta página os registros do Synaptic:

    http://byteria.blogspot.com/p/remocao-do-pim.html

    ResponderExcluir
  3. Ainda acompanhando os registros, rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já está no KDE 5.8.1 e Frameworks 5.27.

      Excluir