segunda-feira, 30 de abril de 2012

Instalação do Kubuntu 12.04

Tela do Kubuntu, devidamente empapelado

O Ubuntu 12.04 LTS, apelidado "Precise Pangolin", foi lançado em 26 Abr. 2012 (daí o "12.04").

A sigla LTS significa "Long Term Service": dessa vez, terá suporte por nada menos que 5 anos, portanto até 2017.

Baixei o CD "Kubuntu Desktop", que permite rodar o sistema, para experimentar, sem instalar no HD.
(Existem também Xubuntu, Lubuntu e muitas outras variações do Ubuntu; e quase todas foram lançadas no mesmo dia. É principalmente questão de gosto, e/ou de adequação a micros antigos, pouca memória, consumo de energia, laptops, outros dispositivos etc. Com hardware e memória razoáveis, pode-se usar o Ubuntu sem susto. Eu preferia o Kubuntu, embora de uns tempos para cá já não veja muita diferença).
Boot do CD Kubuntu Desktop

Pergunta de praxe: qual a língua? Português - Brasil.

Reconheceu automaticamente a conexão ADSL e já entrou conectado.

Com o browser rekonq, fui direto no Youtube e verifiquei que o som funcionava (veio com o Volume de som em 72%); porém ainda sem imagem de vídeo, pois a configuração inicial (padrão) não inclui softwares não-livres.

Você pode rodar inúmeros programas (que já vêm pré instalados no CD), a partir do Menu ("Lançador de aplicativos"), cujo ícone azul aparece no canto esquerdo da barra inferior.

Se baixar ou editar alguma coisa, salve num Pendrive, pois o Ubuntu desktop não vai tomar a iniciativa de gravar nada no seu HD.

No final, basta reiniciar o computador (retire o CD da bandeja, ao ser ejetado), para voltar ao sistema operacional do micro.

O destaque na tela do Kubuntu, enquanto "roda" a partir do CD, é o ícone Instalar no computador. Vamos a ele.

Instalador

À esquerda da janela do instalador são mostradas as etapas a percorrer durante o processo: Idioma, Preparar, Configuração de disco, Fuso horário, Teclado, Informação de usuário, Instalação.

Embaixo, um link "Ver notas da versão" abre o browser rekonq na página correspondente do site do projeto Kubuntu.
Uma vantagem do antigo Live CD ("Ubuntu Desktop") é que você podia navegar, jogar, ler, escrever, desenhar etc., enquanto durava a instalação. Agora, porém, o instalador parece monopolizar tudo. O que já está aberto, ok, basta usar ALT-TAB para alternar durante a instalação; porém já não vejo como abrir outros programas depois de disparar a instalação. Se você quer navegar ou usar outro programa, abra-o antes de clicar no instalador. E se quiser ver as Notas da versão (e outros links oferecidos adiante), clique nelas logo ao abrir o instalador, e antes de iniciar o processo.
1) Idioma. Português (Brasil).

2) Preparar. Marquei a opção de instalar também os programas de terceiros, necessários para exibição de Flash, MP3, ver vídeos no Youtube, acessar Facebook etc.

3) Configuração de disco. As opções mais práticas são Guiado e Assistido.

No modo Guiado, ele propõe um redimensionamento das partições existentes, preservando o que já existe no HD. Pode ser o ideal para quem já tem outro sistema operacional, documentos etc.

No modo Assistido, propõe usar o HD inteiro. Ótimo, se você tem um HD vazio, ou sem nada que queira preservar.

De qualquer modo, você não estará sozinho, nem diante de decisões incompreensíveis.

Eu sempre escolho a terceira opção: "Manual", devido às partições existentes nos meus HDs.

O essencial, nesse ponto , é certificar-se de que o Gerenciador de inicialização será gravado no dispositivo correto: "sda".
Como selecionei o segundo HD ("sdb") para instalação do Kubuntu, ele silenciosamente marcou a opção de gravar o Gerenciador de inicialização nas primeiras trilhas deste segundo HD.
Mas o Windows gosta de acreditar que é o sistema principal, único. Por isso, está no primeiro HD ("sda"), e é lá que a BIOS procura o boot. Se o Linux instalar o Gerenciador de inicialização nas primeiras trilhas do "sdb", não será detectado. Continuará sendo detectada a tabela antiga, que oferecia (entre outras opções) a versão antiga do Kubuntu. E aí, não rola.
4) Fuso horário. Brasil - São Paulo, pois nunca tenho certeza sobre horários de verão em Belém, Fortaleza, Salvador, Tocantins, e não existe "Brasília" na lista. Imagino que sejam as cidades com relógio automático para sincronização permanente na web.

5) Teclado. Português - Brasil. Variante: Português - Brasil. (Não perca seu tempo procurando ABNT2. É ele mesmo).

6) Informação de usuário. Nome, ID, senha. Como não existem outros usuários, desmarquei "Solicitar senha para entrar" e marquei "Iniciar sessão automaticamente". É absurdo digitar senha toda vez que vai tomar um café e na volta encontra o protetor de tela.

De qualquer forma, ninguém poderá instalar nada sem, primeiro, digitar a senha.

Se houver mais de um usuário, ele também pedirá para cadastrar uma senha de Administrador (Root).

7) Instalação. Revise tudo, antes de clicar em Instalar agora, pois daí por diante a tecla Voltar não voltará mais além desse ponto.

Aqui começa um período mais ou menos longo (conforme a velocidade de conexão) de download e instalação de arquivos, programas, pacotes de linguagem etc. Se você estava com o browser reconq aberto, poderá navegar à vontade, durante um bom tempo, enquanto são baixados os arquivos não existentes no CD.

No final da instalação, Reboot (ele pára, ejeta o CD e manda retirá-lo), para finalmente entrar no Kubuntu já instalado no HD e completar mais algumas configurações, papel de parede, instalar programas ("pacotes") adicionais etc.

Se você tinha outro sistema operacional (e manteve), agora o boot leva a uma tela inicial para escolher qual sistema deseja rodar. A primeira opção será o Kubuntu, por ter sido durante sua instalação que o Gerenciador de inicialização foi instalado, ou atualizado.

É ele que será carregado automaticamente, após alguns segundos, se você não acionar a seta para baixo.

A segunda opção será o Kubuntu em modo de recuperação. Também haverá opções de Teste de memória do computador (MemTest). Outros Linux também são oferecidos em dois modos (normal e recuperação). Cada Windows aparece com uma única opção.

Para editar essas opções, você pode instalar o Startup Manager (pode haver outros, que não conheço).

— … • … —

Kubuntu



Testes de trabalho em “Live USB”


Nenhum comentário:

Postar um comentário